Última hora

Última hora

Austrália evita ataque terrorista

Em leitura:

Austrália evita ataque terrorista

Tamanho do texto Aa Aa

É o culminar de uma investigação de sete meses.

A polícia deteve quatro, alegados, terroristas suspeitos de planearem um ataque suicida contra uma base militar na Austrália. Os homens de origem somali e libanesa teriam, segundo as autoridades, ligações a um grupo islamita radical somali. Na mira dos suspeitos estaria uma base militar situada em Sidney. Os homens foram detidos na cidade de Melbourne numa operação que mobilizou cerca de quatro centenas de agentes. De acordo com um representante da polícia federal os homens que se preparavam para levar a cabo um ataque suicida ter-se-ão, também, deslocado à Somália para participar em acções contra o país Segundo as autoridades grupo estaria apenas à espera de encontrar um texto religioso que justificasse o atentado em solo australiano. O chefe de Governo, Kevin Rudd, considera que as detenções vêm alertar para a necessidade de reforçar a vigilância no país. A retirada dos cerca de 1.500 soldados do Afeganistão está, no entanto, excluída. Em 2005, a polícia deteve uma dezena de homens acusados de programarem ataques em estádios de futebol australianos. Os atentados visavam pressionar o Governo a retirar as tropas do Iraque e do Afeganistão.