Última hora

Última hora

Clinton encontra-se com Kim Jong-Il em Pyongyang.

Em leitura:

Clinton encontra-se com Kim Jong-Il em Pyongyang.

Tamanho do texto Aa Aa

Bill Clinton encontrou-se com o presidente norte-coreano Kim Jong-Il em Pyongyang para negociar o destino de duas jornalistas americanas detidas há meses na Coreia do Norte.

O regime dá assim sinais de abertura para uma eventual libertação das duas mulheres. Uma visita surpresa de Clinton para tentar libertar Laura Ling e Euna Lee, detidas desde Março após terem entrado em território norte-coreano através da fronteira chinesa. Em Junho, as duas jornalistas foram condenadas a 12 anos de trabalhos forçados por terem entrado ilegalmente no país. Mas ao permitir a visita de Clinton, Pyongyang parece disposta a considerar uma revisão das penas. “Este é de certa forma um gesto para interromper a pressão crescente por parte da comunidade internacional sobre a Coreia do Norte. A Coreia norte vai tentar atenuar um pouco a pressão libertando as duas repórteres”, disse Dean Lee Jung-hoon, perito em assuntos norte-coreanos. A Casa branca já fez saber que se distancia da iniciativa de Clinton, anunciada como uma missão pessoal. Ignorando o reforço das sanções por parte da ONU, Pyongyang continua a efectuar testes com mísseis de curto alcance.