Última hora

Última hora

Programa da Fatah prevê desobediência civil

Em leitura:

Programa da Fatah prevê desobediência civil

Tamanho do texto Aa Aa

O novo programa político da Fatah prevê a desobediência civil contra a instalação de colunatos judaicos na Cisjordânia.

O texto adoptado, hoje, durante o Congresso do partido do presidente Mahmoud Abbas não exclui o recurso à luta armada, nem a declaração unilateral para a criação de um Estado palestiniano na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. Na abertura do Congresso, Abbas disse desejar a paz com Israel, mas reserva o direito à resistência do povo palestiniano como prevê a lei internacional. Renovar os principais órgãos da Fatah é um dos objectivos do encontro que reúne até à próxima quinta-feira em Belém, cerca de 2000 delegados do movimento palestiniano. Abbas considera que o partido cometeu erros e apela a um recomeço de todos os membros da Fatah De costas voltadas desde 2007, a reconciliação entre o movimento que controla a Autoridade Palestiniana e o Hamas parece cada vez mais difícil. Hoje, quatro centenas de delegados do partido de Abbas, impedidos de deixar Gaza, seguiram a abertura do Congresso através da televisão. De fora ficou também o Hamas, que já reagiu ao discurso do líder da Autoridade Nacional Palestiniana. Um líder do movimento islamita diz que as declarações de Abbas não estão à altura das funções que ocupa, acrescentando, que revelam um visão partidária limitada, sem legitimidade para representar o povo palestiniano. O primeiro Congresso da Fatah em duas décadas promete aumentar a tensão entre os dois movimentos palestinianos.