Última hora

Última hora

Abdel Aziz investido como presidente da Mauritânia

Em leitura:

Abdel Aziz investido como presidente da Mauritânia

Tamanho do texto Aa Aa

Um ano depois de ter protagonizado o golpe de Estado, Mohamed Ould Abdel Aziz foi investido como presidente da Mauritânia.

Abdel Aziz obteve mais de 52% dos votos nas presidenciais de Julho. Os resultados do escrutínio foram rapidamente validados, apesar de a oposição ter denunciado fraudes maciças. A União Europeia exigiu, em vão, um inquérito independente, mas a França e os Estados Unidos felicitaram logo o novo chefe de Estado. Washington quer começar o quanto antes a trabalhar com Abdel Aziz. Uma das preocupações dos Estados Unidos é a Al-Qaeda do Magrebe Islâmico, grupo que matou um cidadão norte-americano na capital da Mauritânia, em Junho. Três suspeitos da morte do funcionário de uma organização não governamental foram detidos no mês passado, em Nuakchot. O assassínio de quatro turistas franceses, em Dezembro de 2007, na zona oriental do país, levou ao cancelamento do Rali Lisboa-Dakar. Um mês depois, quatro suspeitos do crime foram detidos na Guiné-Bissau. O presidente deposto da Mauritânia, Sidi Ould Cheikh Abdallahi, negou as declarações da polícia guineense, que afirmou que os jovens tinham admitido pertencer à al-Qaeda e asegurou que a Mauritânia não albergava «nenhuma organização terrorista».