Última hora

Última hora

Dadã francesa enfrenta justiça iraniana por participação em protestos

Em leitura:

Dadã francesa enfrenta justiça iraniana por participação em protestos

Tamanho do texto Aa Aa

A francesa Clothilde Reiss é uma das pessoas que hoje enfrenta a justiça iraniana. A professora universitária, de 24 anos, é acusada de ataque à segurança nacional do país. Perante o juiz, confessou ter participado nos protestos contra a reeleição de Ahmadinejad e ter entregado um relatório à embaixada francesa.

Junto com Clothilde Reiss são julgados também uma funcionária da embaixada gaulesa e um iraniano da representação diplomática britânica. Este é acusado de espionagem e implicou Londres nas manifestações, tal como defendia Teerão. França e Reino Unido consideram o julgamento inaceitável. Os julgamentos de pessoas alegadamente envolvidas nos protestos contra Ahmadinejad começaram na semana passada, com a comparência de uma centena de pessoas. Incorrem em penas que vão desde os cinco anos de prisão à pena de morte. Nos protestos após as presidenciais de 12 de Julho morreram, segundo números oficiais, 26 pessoas. Centenas foram detidas.