Última hora

Última hora

Itália: patrulhas de cidadãos geram polémica

Em leitura:

Itália: patrulhas de cidadãos geram polémica

Tamanho do texto Aa Aa

Patrulhas de cidadãos é uma das medidas incluídas na lei de segurança que entra em vigor, no sábado, em Itália.

Voluntários sem antecedentes criminais, psicologicamente aptos, que declarem não consumir álcool ou drogas vão vigiar as cidades italianas. Uma medida que está a gerar polémica… “Sinceramente, estou um bocado assustada por causa destas patrulhas. Nós já temos soldados, polícias e eu acho que é mais do que suficiente”, diz uma cidadã italiana. “Acho que devíamos arranjar outro tipo de solução, mas as patrulhas também podem ser boas, porque perante a violência que há na sociedade, os cidadãos querem ser protegidos”, afirma outro italiano. As patrulhas de cidadãos vão vigiar as ruas a pé e sem armas, com um objectivo bem definido, como explica um voluntário: “É apenas prevenção. Não somos pessoas violentas. Na nossa t-shirt pode ler-se solidariedade e segurança”. A introdução das patrulhas de cidadãos não foi aprovada por alguns municípios italianos. A oposição de esquerda e os grupos de direitos humanos opõem-se à medida.