Última hora

Última hora

Rússia e Geórgia assinalam 1° aniversário da guerra

Em leitura:

Rússia e Geórgia assinalam 1° aniversário da guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Um ano depois, russos e georgianos homenagearam as centenas de vítimas da guerra na Ossétia do Sul, mas mostraram que o tempo não fez sarar as feridas…

O presidente da Rússia condecorou os oficiais e soldados que participaram no conflito. Dmitry Medvedev explicou que ao responder ao ataque da Geórgia, os militares russos impediram o extermínio dos ossetas do sul. “A agressão militar georgiana mudou o mapa político do Cáucaso”, disse Medvedev, sublinhando que o reconhecimento da independência da Ossétia do Sul e da Abcásia foi a única solução. Uma decisão que, garantiu, a Rússia não vai rever. Em Tskhinvali, o presidente da Ossétia do Sul inaugurou o Museu do Genocídio. Esta tem sido a palavra usada pelo Kremlin para designar o ataque da Georgia à Ossétia do Sul, embora o maior número de vítimas do conflito seja de origem georgiana. O presidente da Geórgia manifestou vontade de derrotar os inimigos, mas de uma forma pacífica, através do reforço das instituições, do desenvolvimento da economia a da integração na União Europeia.