Última hora

Última hora

Eta reivindica atentados

Em leitura:

Eta reivindica atentados

Tamanho do texto Aa Aa

A ETA reivindicou a autoria dos quatro últimos atentados, ocorridos em Espanha e que se saldaram por três mortos e 65 feridos.

Um dos mais espectaculares aconteceu em Palma de Maiorca, a 30 de Julho. Aqui, perderam a vida os guardas civis Carlos Senz Tejada e Diego Salva. A reinvindicação foi feita agora, através de um comunicado, publicado este domingo, na edição electrónica do jornal Gara. A ETA costuma tomar posições, através deste jornal. Outro atentado com mortes aconteceu em 19 de Junho, na cidade de Bilbau. A ETA colocou uma bomba no carro do inspector da Polícia Nacional, Eduardo Puelles que acabou por morrer. Houve ainda mais dois atentados. Em Burgos, a explosão de um carro armadilhado, junto ao complexo residencial da Guarda Civil fez 65 feridos, a 29 de Julho. Dez dias antes, outra explosão, desta vez, junto à sede do Partido Socialista, na localidade de Durango, no País Basco.