Última hora

Última hora

Guardiães da Revolução querem deter e julgar líderes da oposição iraniana

Em leitura:

Guardiães da Revolução querem deter e julgar líderes da oposição iraniana

Tamanho do texto Aa Aa

Os Guardiães da Revolução querem deter e julgar o principal líder da oposição iraniana, Mirhossein Moussavi. Em causa, o facto de ter fomentado os protestos contra a reeleição de Mahmmud Ahmadinejad. Da lista fazem também parte o antigo presidente Mohammed Khatami, que não concorreu ao escrutínio mas apoiou Moussavi, e Mehdi Karoubi, um outro candidato derrotado nas presidenciais de 12 de Junho.

Os Guardiães da Revolução pedem também mais controlo sobre os meios de comunicação social estrangeiros, numa altura em o regime iraniano começou a julgar centenas de pessoas pelo seu envolvimento nos protestos, entre elas, a francesa Clotilde Reiss e dois funcionários iranianos das embaixadas gaulesa e britânica. O julgamento começou ontem debaixo de muitos protestos a nível europeu. A presidência da União Europeia considera o processo um desafio ao conjunto dos Vinte e Sete.