Última hora

Última hora

Tribunal iliba ministra alemã da Saúde

Em leitura:

Tribunal iliba ministra alemã da Saúde

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal de Contas da Alemanha concluiu que a ministra da Saúde não cometeu qualquer irregularidade, na sua deslocação de férias a Espanha, que terminou com o roubo do carro oficial.

O assunto provocou escândalo, a dois meses de eleições legislativas, nas quais, Ulla Schmidt é candidata. O roubo aconteceu na cidade espanhola de Alicante, onde a ministra passava férias. O porta-voz do Tribunal diz que os juízes aceitaram as explicações da ministra: “A ministra informou-nos que a viagem era maioritariamente privada, e isso estava de acordo com os documentos apresentados. Assim, pudemos rever a nossa posição”. Ulla Schmidt tinha justificado a presença do carro e do motorista com alguns contactos oficiais que tinha agendados. A opiniã pública mantém as cr’iticas à ministra, como é o caso de uma militante do SPD: “Isto é muito negativo para a nossa imagem. Eu sou do SPD de coração e alma, mas isto dá um imagem muuito negativa aos eleitores” Outro cidadão releva as questões éticas: “Mesmo que isto esteja de acordo com a lei, é claro que não vai ajudar nas eleições”. Fank Walter Steinmeier foi rápido a reagir, saudando o facto de o tribunal ter concluído que não houve nenhuma irregularidade. O ministro dos Negócios Estrangeiros e principal candidato social-democrata diz que conta com Ulla Schmidt, na campanha, para as eleições de Setembro.