Última hora

Última hora

Algas tóxicas "invadem" a Bretanha

Em leitura:

Algas tóxicas "invadem" a Bretanha

Tamanho do texto Aa Aa

A morte de um cavalo veio chamar a atenção, para uma questão de saúde pública, que atinge a costa da Bretanha, no norte de França.

O equídeo morreu, aparentemente, após ter inalado gases, emitidos pelas algas verdes, em decomposição, que invadiram a zona. A presidente da Câmara de Hellion confessa a sua impotência, perante o problema: “Se deixamos aqui estes montes de algas em putrefacção e uma criança cai eu não sei o que pode acontecer”. Os técnicos falam de da libertação de hidrogénio sulfuroso, proveniente de uma agricultura agressiva. Os primeiros alertas surgiram há 30 anos. Mas as associações ecologistas que participaram numa manifestação, este domingo, acusam as autoridades de nada fazer, enquanto o problema se agrava. O proprietário do cavalo mandou fazer-lhe uma autópsia e os primeros resultados reforçam as suspeitas: morreu de endema pulomonar.