Última hora

Última hora

Tufões deixam rasto de morte e destruição na Ásia

Em leitura:

Tufões deixam rasto de morte e destruição na Ásia

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 10 mortos é para já o balanço provisório da passagem do tufão Etau pelo Japão. Mais de 47 mil pessoas receberam ordens para evacuarem as suas casas no centro e oeste do país, onde já se registaram e são ainda esperadas fortes chuvadas, inundações e aluimentos de terras devido à passagem do ciclone tropical.

Este tufão atinge o Japão depois de um outro, o Morakot, ter provocado várias dezenas de mortos nas Filipinas, Taiwan e China. O poderoso Morakot, que em tailandês significa esmeralda, destruiu casas, inundou aldeias e forçou cerca de um milhão de pessoas da costa leste da China a procurar refúgio, antes de começar a enfraquecer e converter-se em tempestade tropical. O tufão tem estado a deixar um rasto de morte e destruição por onde passa. Actualmente a província chinesa de Fukian é a mais afectada. Aqui perto de duas mil casas ficaram completamente destruídas. Entre as vítimas mortais encontra-se pelo menos uma criança que morreu no desabamento de uma casa na província de Zhejiang. Na passagem pelas Filipinas o Morakot matou pelo menos 25 pessoas. Em Taiwan, provocou as maiores enchentes dos últimos 50 anos. Centenas de pessoas estão dadas como desaparecidas. Para já 12 foram encontradas mortas. Uma aldeia da ilha chinesa está ainda completamente isolada. As autoridades de Taiwan estimam em 19 milhões de euros o valor dos estragos provocados pelo Morakot.