Última hora

Última hora

Autoridades de Taiwan temem que mais 300 pessoas possam ter perdido a vida devido ao tufão

Em leitura:

Autoridades de Taiwan temem que mais 300 pessoas possam ter perdido a vida devido ao tufão

Tamanho do texto Aa Aa

Em Taiwan, as autoridades temem que três centenas de pessoas possam ter perdido a vida numa aldeia do sul da ilha devido ao deslizamentos de terra causados pelo tufão Morakot.

O governo taiwanês está sob pressão para resgatar milhares de pessoas que permanecem isoladas. Apesar do exército ter mobilizado 38 mil homens e perto de 400 helicópteros para as operações de busca, o presidente já enfrentou a cólera dos sobreviventes e os familiares das centenas de desaparecidos mostram-se cada vez mais impacientes. O chefe da equipa de socorristas afirmou que “a área é rochosa, é difícil encontrar um ponto de ancoragem” e que “as pessoas podem facilmente cair e ser levadas pelo rio”. O tufão provocou as maiores inundações e aluimentos de terra dos últimos 50 anos, deixando muitas povoações isoladas e destruindo completamente várias aldeias. O balanço oficial de mortos ultrapassa a centena e, apesar de já terem sido resgatadas 14 mil pessoas, as equipas de socorro detectaram seis mil e quinhentos habitantes isolados numa única área da ilha. Entre os mortos, conta-se a tripulação de um helicóptero de resgate. Os três tripulantes do aparelho foram hoje enterrados, enquanto prosseguem as operações de resgate.