Última hora

Última hora

O misterioso desaparecimento do Arctic Sea em águas europeias

Em leitura:

O misterioso desaparecimento do Arctic Sea em águas europeias

Tamanho do texto Aa Aa

Onde está o Arctic Sea? A questão ocupa as mentes das autoridades marítimas internacionais.

Ninguém sabe o que aconteceu ao cargueiro com tripulação russa. O navio com pavilhão de Malta e armador finlandês deixou a Finlândia com destino à Argélia no passado dia 23 de Julho com um carregamento de madeira avaliado em cerca de 1 milhão de euros. Mas quando estava no canal da mancha deixou de emitir o sinal de localização. Um acto de pirataria é o cenário mais apontado, mas um responsável dos serviços de informação marítimos considera pouco provável um sequestro no mar báltico, uma zona altamente vigiada. O navio desapareceu dos radares depois de já ter sido abordado por cerca de uma dúzia de homens mascarados, envergando uniformes de polícia, que tiveram a tripulação sequestrada durante 12 horas e que alegadamente andaram à procura de droga na embarcação logo no dia a seguir a zarpar da Finlândia. O último contacto telefónico foi feito no final do mês de Julho, quando o navio estaria ao largo de Portugal. Para um perito naval, “um sequestro de navio em águas europeias não é algo ao alcance de criminosos vulgares”, por isso considera que há “forças mais importantes” por detrás do caso. O Arctic Sea nunca chegou a passar o estreito de Gibraltar rumo à Argélia onde devia ter chegado no passado dia 4. Num comunicado, as autoridades de Malta afirmam que o navio pode ter-se dirigido para alto mar devendo estar algures no Oceano Atlântico. A Rússia ordenou à sua frota de guerra no Atlântico que se una às buscas pelo Arctic Sea.