Última hora

Última hora

Taipei sob pressão para resgatar vítimas do tufão Morakot

Em leitura:

Taipei sob pressão para resgatar vítimas do tufão Morakot

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de Taiwan estão sob pressão para resgatar milhares de pessoas isoladas no sul da ilha após a passagem do tufão Morakot.

Apesar do exército ter mobilizado 38 mil homens e perto de 400 helicópteros para as operações de busca, o presidente já enfrentou a cólera dos sobreviventes e os familiares das centenas de desaparecidos mostram-se cada vez mais impacientes. Esta mulher diz que “é preciso resgatar urgentemente” outros habitantes da sua aldeia, no distrito de Kaohshiung, “porque se chover novamente, a montanha pode desmoronar-se”. O tufão provocou as maiores inundações e deslizamentos de terra dos últimos 50 anos, deixando muitas povoações isoladas e destruindo completamente várias aldeias. O balanço oficial de mortos ultrapassa a centena e, apesar de já terem sido resgatadas 14 mil pessoas, as equipas de socorro detectaram seis mil e quinhentos habitantes isolados numa única área da remota zona montanhosa do sul da ilha. Entre os mortos, conta-se a tripulação de um helicóptero de resgate. Depois de saber da tragédia, a mãe de um dos tripulantes diz que “houve quem gritasse por socorro e visse os destroços do helicóptero, mas não havia ninguém no local que conseguisse comunicar com outras zonas para pedir ajuda”. Os três tripulantes do aparelho foram hoje enterrados, enquanto prosseguem as operações de resgate.