Última hora

Última hora

ONU não sanciona Myanmar

Em leitura:

ONU não sanciona Myanmar

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar das manifestações que têm acontecido, a ONU não tomou ainda uma posição clara sobre a nova condenação a Aung San Suu Kyi.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas expressou “grave preocupação” e reiterou o apelo à Junta Militar para que liberte “todos os presos políticos”. Mas não se fala em sanções. O Embaixador britânico da ONU afirma que os diferentes membros do conselho de segurança têm pontos de vista diferentes sobre a situação no país e que os pontos de vista mais fortes no Ocidente não são inteiramente partilhados pelos outros países. Acrescenta que, se o governo de Myanmar quer que o seu processo tenha credibilidade internacional, sabe o que tem de fazer. A União Europeia vai alargar as sanções contra Myanmar. Um protesto contra a nova condenação de 18 meses de prisão domiliciliária para a prémio Nobel da Paz. Os juízes que ditaram o veredicto passam a fazer parte da lista de oficiais da junta militar sujeitos ao congelamento de bens e à interdição de viajar no espaço europeu.