Última hora

Última hora

Sobem de tom as acusações entre a Rússia e a Ucrânia

Em leitura:

Sobem de tom as acusações entre a Rússia e a Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Numa comunicação aos ucranianos, feita na terça-feira, o presidente russo afirmou querer ver em Kiev um novo líder com quem “seja fácil dialogar”.

As palavras de Dimitri Medvedev despoletaram uma reacção forte do homólogo ucraniano, Viktor Yushenko, que o acusa de não assumir responsabilidades pelo mau estado das relações bilaterais. Reconhecendo a existência de problemas sérios por resolver, Yushenko acusa Medveded de ter um carácter hostil e garante que enviou três cartas ao presidente russo oferecendo-se para dialogar e que a oferta continua em cima da mesa. A presença da frota russa do Mar Negro na Crimeia, onde está a sua mais importante base, é um dos pontos de discórdia, apesar da existência de um acordo de arrendamento que expira em 2017. Por outro lado, os russos não encaram com bons olhos a adesão ucraniana à NATO e acusam Kiev de venda ilegal de armas à Geórgia, outro Estado com o qual Mocovo tem menos boas relações.