Última hora

Última hora

Woodstock festeja 40 anos

Em leitura:

Woodstock festeja 40 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Um monumento e uma imensa planície, eis o local sagrado em que o Festival de Woodstock festeja 40 anos. O acolhimento é idêntico. “Peace, man”.

A primeira particularidade deste festival é que, apesar do nome, não se realizou em Woodstock mas em Bethel, a 60 km, só que foi o nome Woodstock que ficou para a posteridade. E que posteridade: “Três dias de paz e música”, de 15 a 18 de Agosto de 1969.

500 mil pessoas, quando se esperavam, no máximo, 100 mil, estradas impraticáveis por servirem de parque a milhares de automóveis, nada para comer nas barracas ao fim de dois dias, 600 casas de banho tomadas de assalto… e a chuva…a chuva que transforma a planície em campo enlameado.

Mas para quem lá esteve,Woodstock é inesquecível, um momento de compromisso contra a guerra do Vietnam, um parêntese mágico e alucinante: erva de qualidade e em quantidade, segundo os testemunhos, LSD de pior qualidade mas também em quantidade. E muitas histórias de amor, como a do casal Ercoline que faz a cobertura da capa do album Woodstock 40 anos mais tarde. Bobby: “Toda a gente feliz, a dançar, a consumir drogas ,a comer, a dormir…”. Nick Erconline: “Não acho que todos estivessem contentes porque era um bocadinho desconfortável, mas nada mais do que isso”. Nick Ercoline: “Nós estávamos”. Bobbi Ercoline: “Ai isso estávamos! Ainda estamos”. Milagre: só duas pessoas morreram de overdose e uma por acidente. O final mítico do concerto, protagonizado por Jimi Hendrix, já só teve 30 mil espectadores resistentes. Hoje, Bethel/Woodstock tornou-se um local de peregrinação.