Última hora

Última hora

França passa a estar aberta ao domingo

Em leitura:

França passa a estar aberta ao domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Os turistas descobriram este domingo mais lojas abertas em Paris. É o resultado da entrada em vigor da nova lei sobre o trabalho dominical. Uma lei polémica que cria desigualdades regionais entre os trabalhadores. Até agora só os estabelecimentos culturais, recreativos e a restauração é que podia ter horários de funcionamento normais ao domingo, em certas zonas.

Mas de hoje em diante, todo o comércio em Paris, Lille e Marselha, pode estar legalmente aberto tendo os trabalhadores direito a um dia de folga por domingo trabalhado e a serem pagos a dobrar. Por outro lado nas cidades turísticas e termais a lei não prevê a concessão de compensações aos empregados. Os turistas estão naturalmente satisfeitos com a medida. Isto porque podem “distrair-se nas compras”. Já os franceses, contestam a lei porque “os trabalhadores também têm direito a descansar e o domingo é dia para passear”. Os comerciantes vêem com bons olhos a medida com a perspectiva de ganhos adicionais num dia em que a França estava até agora quase totalmente encerrada, mas não faltam os que temem pela vida familiar dos funcionários que vão servir ao domingo. Os supermercados e padarias também passam a poder estar abertos mais 60 minutos, tendo agora que fechar apenas à uma da tarde. A nova lei já levou os empregados de alguns grandes armazéns a virem para a rua protestar por causa da degradação das suas condições de trabalho e de vida. Os próximos tempos prometem mais contestação à medida que os trabalhadores forem sentindo na pele os efeitos do trabalho ao domingo.