Última hora

Última hora

Myanmar: Yettaw libertado; Suu Kyi continua em prisão

Em leitura:

Myanmar: Yettaw libertado; Suu Kyi continua em prisão

Tamanho do texto Aa Aa

A junta militar de Myanmar chegou a acordo com os Estados Unidos para a libertação e extradição de John Yettaw, condenado a 7 anos de prisão e trabalhos forçados por ter violado várias leis do país. Este mórmon americano de 54 anos foi condenado por ter atravessado a nado o lago até à casa de Aung San Suu Kyi.
 
Yettaw alegou no julgamento ter sido enviado por deus para alertar a líder da oposição birmanesa que terroristas a iriam matar. A libertação do religioso foi negociada pelo senador americano Jim Webb, um próximo do presidente Barack Obama.
 
Webb encontrou-se com Suu Kyi e tentou sem sucesso a sua libertação. Por causa do incidente com Yettaw, a prémio Nobel da paz foi condenada no mesmo processo a 18 meses de prisão domiciliária. Suu Kyi passou 14 dos últimos 20 anos privada de liberdade
 
Com esta condenação a junta evita que a líder da oposição participe nas eleições do próximo ano, o que aliás, segundo muitas opiniões, era precisamente o objectivo dos militares com mais este processo contra Suu Kyi.