Última hora

Última hora

Francesa em liberdade após caução de 213 mil euros

Em leitura:

Francesa em liberdade após caução de 213 mil euros

Francesa em liberdade após caução de 213 mil euros
Tamanho do texto Aa Aa

Foi mediante uma caução de 213 mil euros que a assistente universitária francesa detida no Irão foi libertada este domingo.

Clotilde Reisse passou a noite na embaixada francesa onde deverá permanecer até que a justiça iraniana se pronuncie sobre as acusações que recaem sobre ela – espionagem, encorajamento de motins e participação em protestos. A jovem francesa foi detida no início de Julho na sequência das grandes manifestações populares que sucederam as eleições presidenciais consideradas fraudulentas pela oposição. A Síria tem sido um importante aliado da França na mediação do problema judicial iraniano. Espera-se mesmo que o presidente Bashar al-Assad se desloque a Teerão em breve. Também esta segunda-feira, as autoridades iranianas interditaram a publicação do periódico Etemad Melli, jornal pertencente ao candidato presidencial derrotado Mehdi Karoubi. Uma decisão depois de Karoubi ter denunciado as sevícias de que os manifestantes dos protestos pós-eleitorais terão sido alvo nas cadeias. Após a proibição e em frente ao edifício do diário, teve lugar um protesto com os manifestantes a gritarem “Morte ao ditador”.