Última hora

Última hora

Francesa em liberdade após caução de 213 mil euros

Em leitura:

Francesa em liberdade após caução de 213 mil euros

Tamanho do texto Aa Aa

Foi mediante uma caução de 213 mil euros que a assistente universitária francesa detida no Irão foi libertada este domingo.

Clotilde Reisse passou a noite na embaixada francesa onde deverá permanecer até que a justiça iraniana se pronuncie sobre as acusações que recaem sobre ela – espionagem, encorajamento de motins e participação em protestos. A jovem francesa foi detida no início de Julho na sequência das grandes manifestações populares que sucederam as eleições presidenciais consideradas fraudulentas pela oposição. A Síria tem sido um importante aliado da França na mediação do problema judicial iraniano. Espera-se mesmo que o presidente Bashar al-Assad se desloque a Teerão em breve. Também esta segunda-feira, as autoridades iranianas interditaram a publicação do periódico Etemad Melli, jornal pertencente ao candidato presidencial derrotado Mehdi Karoubi. Uma decisão depois de Karoubi ter denunciado as sevícias de que os manifestantes dos protestos pós-eleitorais terão sido alvo nas cadeias. Após a proibição e em frente ao edifício do diário, teve lugar um protesto com os manifestantes a gritarem “Morte ao ditador”.