Última hora

Última hora

Começou campanha para eleições que podem ser históricas

Em leitura:

Começou campanha para eleições que podem ser históricas

Tamanho do texto Aa Aa

Tiro de partido na campanha para eleições que podem ficar na história do Japão. Liderado neste momento pelo primeiro-ministro Taro Aso, o Partido Liberal Democrata (PDL) esteve mais de meio século no poder mas as sondagens dão agora vantagem ao Partido Democrata (PD) de Yukio Hatoyama.

A formação democrata liberal não deverá resistir a uma série de trapalhadas, hesitações e escândalos políticos que marcaram os últimos anos de governação. O PDL tem como principal argumento os sinais de recuperação económica e acusa o rival PD de irresponsabilidade orçamental e laxismo em termos de segurança. Já os democratas, referem que os liberais-democratas ignoram o cidadão comum e prometem reduzir impostos, criar abonos de família e acabar com portagens para reavivar a economia com consumo. Um cidadão pensa que “a afluência às urnas vai ser elevada porque estas eleições podem mudar o regime e afectar a vida de todos”. Uma japonesa confessa que ainda “não decidiu em quem votar porque nenhum dos partidos da oposição são atractivos. Precisamos de um herói”, faz questão de frisar. Em caso de mudança, poder-se-á assistir a uma importante alteração na diplomacia do país do sol nascente. Os democratas defendem uma maior sintonia com as nações asiáticas, em particular a China, em detrimento dos Estados Unidos.