Última hora

Última hora

Moscovo decreta dia de luto na Cassásia

Em leitura:

Moscovo decreta dia de luto na Cassásia

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo decretou um dia de luto na república russa da Cacássia após o acidente numa central hidroeléctrica que causou a morte a doze pessoas.

As autoridades temem que não haja sobreviventes entre os 64 trabalhadores que ainda se encontram desaparecidos. O acidente deu-se na segunda-feira pela manhã. Segundo as conclusões preliminares, foi causado por um golpe hidráulico, ou seja, um aumento brusco de pressão. A central de Saiano-Chuchenskaia, em plena Sibéria era uma das maiores do mundo, com capacidade para produzir 6,4 milhões de quilowatts por hora. Inaugurada pela União Soviética em 1978, era hoje considerada obsoleta. Além das perdas humanas e materiais, o acidente provocou danos ambientais, com uma importante fuga de produtos à base de petróleo no rio Ienissei. A mancha já atingiu 80 quilómetros. Segundo o governo russo, a reconstrução da central pode levar vários anos e a factura da electricidade na Sibéria poderá aumentar entre cinco a sete por cento.