Última hora

Última hora

UBS disponibiliza 4.450 contas ao fisco dos EUA

Em leitura:

UBS disponibiliza 4.450 contas ao fisco dos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

Um excelente acordo para o UBS é o que se pode dizer do pacto assinado esta quarta-feira entre a Administração fiscal norte-americana e o banco suíço.

Chega assim ao fim um litígio fiscal que colocou em risco o sigilo bancário da Suíça. O UBS tem agora até um ano para divulgar detalhes sobre 4.450 contas de clientes, um número bem inferior às 52.000 inicialmente solicitadas pelas autoridades norte-americanos e escapa ainda a uma pesada multa. A Ministra suíça dos Negócios Estrangeiros revelou satisfação pelo acordo. “Este acordo preserva os interesses da Suíça É um bom acordo. As negociações foram difíceis, mas resultaram num contexto das excelentes relações bilaterais que temos com os Estados Unidos”, disse Micheline Calmy-Rey. Para alguns analistas este levantamento parcial do sigilo bancário suíço representa possivelmente o fim de práticas ilegais. “Este é talvez do fim do papel do UBS como um importante veículo de evasão fiscal dos norte-americanos com bens moveis que eram colocados no estrangeiro”, afirmou John Coffee. Com este ajuste de contas com as autoridades dos Estados Unidos, o UBS, segundo maior gestor de fortunas do mundo, espera restaurar a sua imagem, actualmente afectada pela crise financeira. Os detalhes do acordo serão publicados 90 dias depois da sua entrada em vigor.