Última hora

Última hora

Condenado de Lockerbie recebido como herói na Líbia

Em leitura:

Condenado de Lockerbie recebido como herói na Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Abdelbaset Al-Megrahi, condenado pelo atentado de Lockerbie, chegou esta quinta-feira, à Líbia após ter sido libertado pelo governo escocês por razões médicas.

Dezenas de pessoas agitavam bandeiras líbias e escocesas, na chegada do ex-agente líbio, recebido no aeroporto de Tripoli como um herói. A decisão judicial foi muito criticada. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama foi claro quando disse às autoridades escocesas que Washington não queria a libertação de Al-Megrahi, considerando-a “um erro”. A dimensão da tragédia não pode ser esquecida e de Inglaterra chegam também reacções que condenam o gesto humanitário da Escócia. O líder do partido conservador inglês, David Cameron é peremptório: “Está errado. Este homem está envolvido na morte de 270 pessoas. Não mostrou compaixão com as vitimas, ao impedi-las de regressar a casa e esperarem pela hora delas.” Al-Megrahi, de 57 anos, tem apenas três meses de vida, sofrendo de um cancro da próstata em fase terminal. Foi condenado em 2001 a prisão perpétua, por ter causado a explosão do Boeing 747 da Pan Am, em 1988, sobre a cidade escocesa de Lockerbie, matando 259 passageiros e 11 pessoas em terra.