Última hora

Última hora

Coreia do Norte dá sinais de aproximação à Coreia do Sul

Em leitura:

Coreia do Norte dá sinais de aproximação à Coreia do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Uma delegação da Coreia do Norte chegou a Seúl para prestar homenagem ao presidente sul-coreano, Kim Dae-Jung.

O prémio Nobel da Paz e defensor da aproximação entre as duas Coreias morreu na semana passada aos 85 anos. Pyong Yang tem dado sinais de desejar mais contactos com o país vizinho. O regime de Kim Jong-il anunciou o fim das restrições fronteiriças entre os dois países. Uma decisão saudada pelo ministro sul-coreano para a Unificação: “Até agora, devido às medidas unilaterais da Coreia do Norte, a cooperação e as trocas económicas têm vindo a diminuir e as relações entre o Sul e o Norte regrediram. A partir de agora, isso não pode voltar a acontecer. Vamos tomar medidas para reforças os laços entre o sul e o norte e executá-las totalmente”. Em Dezembro, Pyongyang tinha encerrado uma via-férrea que dá acesso a uma zona económica especial, onde está implantado um projecto industrial comum, inaugurado em 2004, em sinal de reconciliação.