Última hora

Última hora

Presidente húngaro impedido de entrar na Eslováquia

Em leitura:

Presidente húngaro impedido de entrar na Eslováquia

Tamanho do texto Aa Aa

A Eslováquia recusou, esta sexta-feira, a entrada no país do presidente húngaro Laszlo Solyom.

A visita não oficial do chefe de estado húngaro foi entendida como uma ameaça à segurança do país. Forças da polícia foram destacadas para o lado eslovaco da fronteira. Bratislava enviou uma nota diplomática na qual o primeiro ministro eslovaco Robert Fico, justifica a recusa com base em dados históricos. “De acordo com as leis europeias e da República Eslovaca – negámos a entrada do presidente húngaro, o Sr. Solyom, no terrítorio da República Eslovaca, a 21 de Agosto de 2009”. Komarno é uma aldeia fronteiriça no sul da Eslováquia, onde vive uma maioria étnica húngara. A visita serviria para inaugurar uma estátua de St.Etienne, primeiro rei apostólico da Hungria e santo padroeiro do país. A visita do chefe de Estado húngaro coindiu com o 41º aniversário da invasão da Checoslováquia pelas forças da antiga União Soviética e de outros quatro países, entre os quais a Hungria. As relações historicamente difíceis entre os dois países, ambos membros da União Europeia desde 2004, têm vindo a agravar-se desde que o Partido Nacional Eslovaco integrou o governo de Bratislava, em Julho de 2006.