Última hora

Última hora

UE diz-se "preocupada" com existência de eventuais fraudes nas eleições afegãs

Em leitura:

UE diz-se "preocupada" com existência de eventuais fraudes nas eleições afegãs

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia está preocupada com os relatos de eventuais fraudes nas eleições afegãs.

Bruxelas apelou, este sábado, à comissão eleitoral independente para examinar qualquer irregularidade de forma “transparente, imparcial e rápida”. O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros afegão e candidato à chefia do Estado confirmou que a comissão eleitoral recebeu queixas. Abdullah Abdullah anunciou ainda que os primeiros resultados indicam que segue à frente na contagem. Um prognóstico negado pelos partidários de Hamid Karzai para quem as eleições foram ganhas pelo actual presidente à primeira volta. A União Europeia pediu aos candidatos para não reivindicarem vitória antes de tempo. Os primeiros resultados só serão conhecidos na próxima semana. Este sábado, o chefe da missão de observação europeia fez o ponto da situação sobre o processo eleitoral. Philipe Morillon considerou que as eleições foram em geral justas mas não foram livres nalgumas partes do país devido ao terrorismo. A jornada eleitoral, na quinta-feira, ficou marcada por episódios de violência que causaram a morte a 23 pessoas. Mas as autoridades afegãs e as forças da coligação internacional temiam que os talibãs levassem a cabo um ataque suicida de grandes dimensões, um receio que não se materializou.