Última hora

Última hora

Ensino alemão investigado por subornos

Em leitura:

Ensino alemão investigado por subornos

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça alemã está a investigar uma centena de professores que leccionam em diversas universidades do país, suspeitos de receberem dinheiro para ajudarem os estudantes a obter os doutoramentos.

Os procuradores de Colónia acreditam que os professores foram pagos através de uma firma e apertam o cerco aos prevaricadores: “Todas as universidades estão envolvidas, assim como as universidades clássicas: Direito, Medicina, Filosofia e mesmo as técnicas.” Nas buscas feitas no instituto intermediária, as autoridades descobriram notas de pagamentos. Centenas de alunos pagaram entre 4 mil e 20 mil euros pelo doutoramento enquanto que os professores recebiam entre 2 mil e 5 mil euros, por garantirem o grau académico. “Desde há uns anos, que temos vindo a propôr um novo parágrafo no regulamento que obriga os estudantes a jurarem que não aceitam ajudas exteriores, na elaboração da tese”, reforça o presidente da Associação das universidades alemãs, Bernhard Kempen. A investigação começou em 2008 depois de um caso semelhante. A empresa foi acusada de subornar um professor de Direito. O suspeito foi preso o ano passado e condenado a três ano e meio de prisão e ao pagamento de uma multa de 75 mil euros.