Última hora

Última hora

Israel exige desculpas da Suécia por artigo considerado antisemita

Em leitura:

Israel exige desculpas da Suécia por artigo considerado antisemita

Tamanho do texto Aa Aa

Israel exige que o governo sueco condene formalmente um artigo de jornal considerado antisemita. A polémica subiu de tom depois de Telavive ter negado acreditação a dois jornalistas suecos. Em causa está a notícia avançada pelo diário sueco Aftonbladet que afirma que o exército israelita deu cobertura ao tráfico de órgãos palestinianos.

O chefe da diplomacia sueca, Carl Bildt, fez saber que a responsabilidade cabe ao jornal e não ao governo. Israel vê as coisas de forma diferente e lembra que na idade média os judeus eram acusados de sacrificar crianças cristãs. Um membro do governo israelita afirmou que a atitude da Suécia é “inaceitável” e que espera que o governo sueco “condene” o artigo do jornal. Mas Estocolmo descarta qualquer interferência na liberdade de expressão. O primeiro-ministro sueco Fredrik Reinfeldt considerou que “ninguém pode pedir ao governo para infringir a constituição” e que o país se orgulha em não interferir com o que se escreve na imprensa. As relações entre Israel e a Suécia têm sido pontuadas por várias polémicas. A Suécia acusa Telavive de violar os direitos humanos enquanto Israel acusa o executivo sueco de ser pró-palestiniano.