Última hora

Última hora

Moby conta contra as mudanças climáticas

Em leitura:

Moby conta contra as mudanças climáticas

Tamanho do texto Aa Aa

Música para salvar o clima. Este é o objectivo de uma série de concertos, organizada pela Comissão Europeia em parceria com a MTV. O primeiro concerto decorreu em Estocolmo. A capital sueca acolheu Moby, na Semana Mundial da Água.

O cantor abraçou a causa do combate às mudanças climáticas. “Para mim, a questão das mudanças climáticas é uma das mais urgentes. Todos os outros assuntos – justiça social, direitos do Homem, direitos dos animais, incerteza económica -, todos esses assuntos dependem da capacidade dos seres humanos para continuarem a viver da forma como têm vivido. Se, subitamente, o centro dos Estados Unidos se tornar um deserto e os preços da comida forem multiplicados por 100; se tivermos de lidar com mil milhões de potenciais refugiados… todos os outros assuntos passam para segundo plano. Portanto, para podermos dar-nos ao luxo de nos dedicarmos a estes assuntos, primeiro, temos de lidar com a questão das mudanças climáticas – é o que penso”, explica Moby. Através da música, a Comissão Europeia quer sensibilizar sobretudo os mais jovens para os problemas das mudanças climáticas – de olhos postos na grande cimeira da ONU, sobre o clima, a realizar em Dezembro, em Copenhaga. Porque os jovens que têm na mão a chave para salvar o planeta, como defende Pierre Schellekens, representante da Comissão Europeia na Suécia: “Os jovens são uma geração-chave: em termos dos comportamentos que temos, e que eles têm; e das decisões que tomam quotidianamente… Se tomarem boas decisões podem ser parte da solução – e contribuir para a redução das emissões de gases com efeito de estufa.” A campanha “Play to stop” – Tocar para parar as mudanças climáticas – tem mais dois concertos previstos, um em Budapeste e outro em Copenhaga.