Última hora

Última hora

Bruxelas em luta contra as mortes nas estradas

Em leitura:

Bruxelas em luta contra as mortes nas estradas

Tamanho do texto Aa Aa

As férias de Verão coincidem com um aumento dos acidentes rodoviários, que são a principal causa de morte de crianças, adolescentes e jovens. Quais são as medidas tomadas a nível europeu para mudar este cenário?

O automóvel é o meio de transporte mais usado durante as férias de Verão, mas infelizmente, este período coincide com um aumento do número de acidentes. Em 2008, morreram 39 mil pessoas nas estradas da Europa. Um número em queda quando comparado com os 54 mil mortos de 2001. Mas o objectivo da União Europeia é baixar para 27 mil, no próximo ano. Uma meta longínqua, mas para a atingir, a Comissão Europeia lançou, há seis anos, um programa de segurança que procura agir em vários domínios. Bruxelas quer incentivar os condutores a terem um melhor comportamento. Nas campanhas de educação e sensibilização insiste-se em evitar o excesso de velocidade e do consumo de álcool, na utilização de capacetes e de cintos de segurança. As infracções ao código da estrada cometidas no estrangeiro serão em breve punidas nos países de origem do condutor. A medida foi aprovada no ano passado pelo parlamento europeu. Falta apenas a publicação. Além disso, em 2013, entrará em vigor a carta de condução europeia o que tornará mais fácil o controlo dos automobilistas em viagens no estrangeiro. A gestão da segurança nas infra-estruturas rodoviárias varia nos Vinte e sete Estados membros. Mas agora, a nível europeu, existe legislação para melhorar a segurança, o que inclui, entre outros, a sinalização de obras e das áreas de serviço. E por fim, uma das prioridades da União Europeia é transformar os veículos mais seguros graças à tecnologia. Daí o apoio à construção de veículos inteligentes.