Última hora

Última hora

Incêndios fazem arder credibilidade do governo grego

Em leitura:

Incêndios fazem arder credibilidade do governo grego

Tamanho do texto Aa Aa

O mar de chamas que devastou os arredores de Atenas já está sob controlo mas agora é a credibilidade do governo que arde na opinião pública

O incêndio começou na sexta-feira na vila de Gramatikko a cerca de 40 quilómetros da capital e consumiu cerca de 30 mil hectares de floresta engolindo 150 casas. Não há para já o registo de vítimas. Ao mesmo tempo, noutras zonas do país verificaram-se outros incêndios que tornaram ainda mais preciosa a ajuda de inúmeros países que reforçou o combate às chamas de dezenas de aeronaves e centenas de homens. O executivo de Costas de Karamanlis está a ser bastante criticado. Há quem acuse o governo de não ter aprendido a lição de há dois anos quando morreram 70 pessoas e em incêndios que consumiram 250 mil hectares. “Infelizmente estes incêndios recordam-nos o que se passou em 2007 no Peloponeso. As autoridades e o governo têm que a certa altura avançar com medidas preventivas para que isto não se repita”, refere um cidadão. Esta terça feira alguns jornais foram contundentes ao referirem terem havido erros graves no combate às chamas e falta de capacidade. O executivo argumenta que o vento muito forte tornou quase impossível lidar com o inferno de chamas.