Última hora

Última hora

CDU penalizada nas eleições regionais alemãs

Em leitura:

CDU penalizada nas eleições regionais alemãs

Tamanho do texto Aa Aa

A um mês das eleições legislativas alemãs, a União Democrata-Cristã da chanceler Angela Merkel foi penalizada pelos eleitores.

Este domingo, perto de quatro milhões e meio de alemães foram chamados às urnas para elegerem novos parlamentos regionais. Os escrutínios em três “lander” são vistos como um ensaio-geral para as legislativas de 27 de Setembro. Até às 18h horas locais, menos uma hora em Lisboa os eleitores dos estados regionais do Sarre, da Saxónia e da Turíngia puderam votar. Estes três “lander” representam cerca de 7% do eleitorado nacional e são actualmente governados pela União Democrata-Cristã da chanceler Angela Merkel. Mas este cenário pode mudar. Se na Saxónia, a CDU vai permanecer no poder, de acordo com as primeiras estimativas, o mesmo já não acontece nos Estados do Sarre e da Turíngia. Aqui os democratas-cristãos poderão ser substituídos por eventuais coligações de esquerda. Estes resultados são um bom presságio para Frank-Walter Steinmeier, o líder e candidato a chanceler dos sociais-democratas. Os últimos dias de campanha eleitoral ficaram marcados pela possibilidade do SPD se aliar aos neocomunistas. O actual líder do Die Linke e ex-líder do SPD, Oskar Lafontaine, é candidato a governador do Sarre, cargo que já ocupou entre 1985 a 1998.