Última hora

Última hora

Houve ou não acordo comercial entre Londres e Tripoli para libertar Al-Megrahi?

Em leitura:

Houve ou não acordo comercial entre Londres e Tripoli para libertar Al-Megrahi?

Tamanho do texto Aa Aa

A libertação de Al-Megrahi foi ou não obtida graças a um acordo comercial entre Londres e Tripoli?

Uma televisão britânica foi até ao hospital onde se encontra internado o antigo espião para colocar a pergunta mas não obteve resposta. O único condenado pelo atentado de Lockerbie encontrava-se preso na Escócia e regressou à Líbia no dia 20 de Agosto por razões humanitárias. Al-Megrahi sofre de um cancro em fase terminal mas o “Sunday Times” alega que a doença não foi a única motivação para a libertação. Londres terá obtido um contrato milionário para o fornecimento de petróleo líbio. O primeiro-ministro escocês, Alex Salmond, nega a existência de pressões da parte de Londres e diz que a única razão foi a “compaixão” e que a decisão “não foi condicionada por eventuais questões políticas, económicas ou acordos petrolíferos”. O “Sunday Times” afirma que o ministro da justiça Jack Straw escreveu uma carta ao homólogo escocês em 2007 onde sublinhava que a libertação de Al-Megrahi era um assunto de interesse nacional. Pouco depois foi assinado o acordo com a British Petroleum no valor de dezassete milhões de dólares. Uma versão negada por Londres.