Última hora

Última hora

Informações sobre franceses com contas na Suíça será um bluff?

Em leitura:

Informações sobre franceses com contas na Suíça será um bluff?

Tamanho do texto Aa Aa

A banca helvética tem dúvidas sobre a origem e autenticidade da lista de contribuintes franceses suspeitos de evasão fiscal.
 
O Governo gaulês garante ter recebido um documento com informações detalhadas sobre 3000 clientes com contas na Suíça.
 
Dados, que segundo o ministro do Orçamento terão sido transmitidos de forma espontânea por duas instituições bancárias e por fontes anónimas.
 
Argumentos que não convencem Didier Barsus,
advogado:
 
“É muito difícil dizer se estamos perante um bluff ou não. Tecnicamente o que posso dizer é que a administração francesa não pode obter de forma espontânea informações desta natureza já que actualmente, a legislação não o permite.”
 
Paris assinou recentemente um acordo com Genebra para reforçar a luta contra a evasão fiscal. Mas para entrar em vigor, o documento tem ainda de ser validado pelo Parlamento helvético.
 
A população critica a forma como o caso se tornou público:
 
Um homem classifica de “brutal” a forma como tudo aconteceu e considera que o país vai sofrer consequências porque, adianta, “o segredo bancário está nos nossos genes para o melhor e para o pior.”
 
Uma mulher refere, “tínhamos uma reputação que o dinheiro estava seguro, que o segredo era mantido. Agora verificamos que afinal isso não é verdade”
 
Recorde-se que a Suíça decidiu flexibilizar a legislação para não constar na lista negra de paraísos fiscais.
 
A França ameaça, entretanto, levar à justiça os clientes que não regularizem a situação até ao final do ano.