Última hora

Última hora

Políticos israelitas a braços com a justiça

Em leitura:

Políticos israelitas a braços com a justiça

Tamanho do texto Aa Aa

Moshé Katzav, antigo Presidente israelita está a ser julgado por violação e assédio sexual.

Á chegada ao tribunal o ex-chefe de Estado, de origem iraniana, recusou-se a responder aos jornalistas. A justiça ouviu, esta terça-feira, uma das presumíveís vítimas, num processo que envolve mais de meia centena de testemunhas. Katzav de 63 anos, demitiu-se em 2007 depois de várias mulheres com as quais trabalhava o terem acusado de assédio, conduta indecente e, num dos casos, de violação. Se esta acusação for dada como provada o antigo chefe de Estado pode ser condenado a uma pena que pode chegar aos 16 anos de prisão. Mas os escândalos com políticos israelitas não ficam por aqui. Dois ministros acusados de corrupção foram, hoje, presos. É o caso de Shlomo Benizri que tutelou as pastas da Saúde entre 1999 e 2000 e a do Trabalho entre 2001 e 2003. O antigo ministro vai cumprir uma pena de quatro anos de prisão. Menos um que Avraham Hirchson, o homem que assumiu o ministério das Finanças no executivo de Ehud Olmert entre 2006 e 2007.