Última hora

Última hora

Viagem de comboio recorda fuga de crianças judias de Praga

Em leitura:

Viagem de comboio recorda fuga de crianças judias de Praga

Tamanho do texto Aa Aa

Uma locomotiva a vapor partiu hoje de Praga rumo a Londres para recordar a fuga de mais de 600 crianças judias da ocupação nazi há 70 anos.

Cerca de 20 antigos refugiados seguem a bordo da composição, entre 100 passageiros. A viagem de 4 dias pretende homenagear o antigo corretor da bolsa britânico, Nicholas Winton, que nos meses anteriores ao início da segunda guerra organizou oito viagens de comboio para pôr a salvo as crianças judias da então Checoslováquia. Ruth Hallova era uma dessas crianças: “Não tive medo, muito pelo contrário, para mim era como um acto de bondade, uma forma de compensação. E é fantástico que 70 anos depois esteja ainda em forma para poder voltar a fazer a mesma viagem”. O nono comboio organizado por Winton, com partida agendada para o dia 1 de Setembro de 1939, nunca chegaria ao destino, depois de ter sido interceptado pelos soldados alemães. O britânico hoje com 100 anos de idade deverá acolher a chegada do comboio no dia 4 em Londres. A maioria das chamadas “crianças de Winton” foi acolhida e criada por famílias inglesas, como Alf Dubs, um antigo ministro do governo de Tony Blair que vai também participar nas cerimónias em Londres.