Última hora

Última hora

Gripe A: mutação do vírus não afecta eficácia da vacina

Em leitura:

Gripe A: mutação do vírus não afecta eficácia da vacina

Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial de Saúde (OMS) tenta acalmar as inquietações internacionais sobre a prevenção da Gripe A.

Um dos responsáveis do organismo garantiu hoje que a nova vacina, que deverá começar a ser distribuída até ao final do mês, será eficaz mesmo em caso de uma possível mutação do vírus H1N1. Uma posição corroborada pelo virólogo belga Marc Van Ranst: “O vírus parece-me bastante estável o que na prática quer dizer que as vacinas que estão a ser testadas serão eficazes para combater os tipos de vírus que actualmente estão em circulação. É uma boa notícia que não é totalmente inesperada”. Um novo dado que deverá redefinir os programas de vacinação contra a pandemia. Segundo a OMS a prioridade passa pelos profissionais de saúde e grupos de risco, como mulheres grávidas ou pessoas com problemas respiratórios. “Penso que temos a obrigação de prepararmo-nos sempre para o pior cenário. Mas quando sabemos que os índices de mortalidade do vírus são similares aos da gripe sasonal, temos também a obrigação de adaptarmo-nos a este cenário sem distribuir antivirais a todas as pessoas contagiadas. Nós não vamos vacinar toda a população”, sublinha Van Ranst. Cerca de 30 laboratórios internacionais participam na corrida à vacina, que se encontra em fase de testes desde há algumas semanas. Os ministros da saúde da União vão reunir-se no dia 12 de Outubro para analisar a evolução do vírus. A OMS prevê que um terço da população mundial possa vir a ser infectada.