Última hora

Última hora

Ataques com seringas contra a etnia Han em Urumqi levam à rua centenas de pessoas

Em leitura:

Ataques com seringas contra a etnia Han em Urumqi levam à rua centenas de pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de mil chineses, de etnia Han, manifestaram-se esta quinta-feira em Urumqi, capital de Xinjiang, para pedir protecção das autoridades face ataques com seringas ocorridos na cidade.

Uma fonte policial indicou que os manifestantes começaram a concentrar-se no bairro de Xiaoximen pouco antes do meio dia, à porta de um cinema e nos arredores de um mercado. Recorde-se que Urumqi foi palco de violentos tumultos inter-étnicos no passado dia 5 de Julho, que mataram quase 200 pessoas e feriram mais de mil. Xinjiang – uma das cinco regiões autónomas da China, no noroeste do país – é um território 13 vezes maior que Portugal, muito rico em petróleo, gás natural e recursos minerais, e com apenas 21,3 milhões de habitantes. O desagrado vem na sequência da detenção de quinze suspeitos uigures, quarta-feira, por alegadamente terem atacado pessoas na cidade com seringas. Os uigures, de cultura turcófona e religião muçulmana, são a maior etnia da região.