Última hora

Última hora

Festival de Veneza marcado pela polémica

Em leitura:

Festival de Veneza marcado pela polémica

Tamanho do texto Aa Aa

Arrancou a sexagésima sexta edição do Festival de cinema de Veneza. Um evento marcado pela polémica em torno de “Baaria”.

Mas antes da polémica as estrelas. Pela passadeira vermelha passaram algumas caras conhecidas de Hollywood, entre elas Brad Pitt, George Clooney e Mickey Roorke. Pela primeira vez em cerca de 20 anos o Festival de Veneza abre com um filme italiano. “Baaria”, assinado por Giuseppe Tornatore e financiado por Silvio Berlusconi, criou alguma contestação. Para muitos a película representa uma visão “adocicada” da história atormentada da Sicília. Uma produção que custou 22 milhões de euros e que fala de Fascismo, guerra, comunismo e da Máfia. Antes da apresentação do filme falou o presidente do júri. Ang Lee, cineasta consagrado duas vezes com o Leão de Ouro. Ang Lee explicou que cada filme tem o seu próprio mérito que é impossível fazer comparações. Mas que sabe que este tipo de competição é a mais empolgante na cultura cinematográfica. “Baaria” é uma visão sentimental sobre o século XX siciliano e fica para a história como um dos filmes mais caros de sempre do cinema italiano. Do elenco desta película faz parte Monica Bellucci, a música é do consagrado Ennio Morricone. La Mostra oferece 11 dias de projecções até 12 de Setembro.