Última hora

Última hora

Parlamento iraniano aprova maioria dos ministros de Ahmadinejad

Em leitura:

Parlamento iraniano aprova maioria dos ministros de Ahmadinejad

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento iraniano aprovou a maioria das escolhas de Mahmoud Ahmadinejad para o Governo.

O polémico presidente teve um voto de confiança por parte do poder legislativo de Teerão que deu luz verde a 18 nomes, incluindo uma mulher, e rejeitou três propostas. Discursando perante a Assembleia, Ahmadinejad não deixou de se dirigir aos opositores políticos que desde a contestada eleição de Junho têm sido alvo da justiça iraniana. “Sabem que os nossos inimigos se esforçaram para diminuir a autoridade nacional do Irão. Penso que é apropriado que os representantes do povo lhes dêem uma resposta esmagadora que os deixe desapontados”, declarou. Entre os novos ministros, o nome que mais impacto terá a nível internacional é o de Ahmad Vahidi. O recém-nomeado ministro da Defesa é procurado pela Interpol desde 2007. Vahidi é acusado de actos terroristas em países como Israel ou a Argentina que o ligam a atentados contra a vida de dezenas de pessoas. Pela primeira vez em trinta anos, o Irão tem uma mulher no Governo. Marzieh Vahid Dastjerdi tem 56 anos e é ginecologista. A futura ministra da saúde defende que as mulheres sejam vistas apenas por médicas. Para o estratégico ministério do Petróleo, a escolha recaiu em Massou Mirkazemi. Isto apesar de o seu nome ter sido objecto de alguma resistência por parte de vários parlamentares que o acusaram de incompetência quando liderava a pasta do Comércio.