Última hora

Última hora

Estratégia para sair da crise e bónus dos banqueiros em destaque na reunião do G20

Em leitura:

Estratégia para sair da crise e bónus dos banqueiros em destaque na reunião do G20

Tamanho do texto Aa Aa

É longa a lista dos temas em debate na reunião dos governadores dos bancos centrais do G20, mas com uma economia em convalescença a questão das medidas para tentar acabar com a crise deverá ser prioritária.

O debate deverá versar sobre a necessidade de coordenar as “estratégias de saída” da crise. O ministro das Finanças alemão, Peter Steinbruck, apelou para que se reduza os estímulos económicos globais que estão na origem dos grandes défices das economias mais afectadas. A proposta não recolhe a simpatia da maior dos participantes que consideram que um fim prematuro destes estímulos pode impedir um relançamento duradouro da economia. A questão sobre o crescimento económico futuro vai também ter um lugar de destaque tanto em Londres, como em Pittsburgh. Aqui as novas tecnologias, a inovação ecológica e os padrões de educação mais elevados deverão surgir como possíveis soluções. Quanto a medidas para evitar uma nova crise, os bónus dos banqueiros vão estar no centro das discussões. Os paraísos fiscais também vão ser analisados. As grandes economias europeias defendem sanções a partir de 2010 contra os países que não respeitem as regras de transparência. Norte-americanos e países emergentes defendem uma reforma do Fundo Monetário Internacional (FMI), onde exigem uma maior representação das economias emergentes. A União Europeia (UE) mostra-se reticente sobre este ponto porque teme que isso seja feito à sua custa. Na quarta-feira, a UE elevou de 75 mil para 125 mil milhões de euros a sua promessa de contribuição suplementar para o FMI. A reunião de Londres é também vista como uma etapa decisiva rumo a um acordo global sobre as alterações climáticas que deverá ser assinado em Dezembro, em Copenhaga. Para tal é preciso juntar ricos e pobres no mesmo lado da barricada e isso é uma missão que está muito longe de ser concluída com sucesso.