Última hora

Última hora

Violência étnica faz cinco mortos em Urumqi

Em leitura:

Violência étnica faz cinco mortos em Urumqi

Tamanho do texto Aa Aa

Os distúrbios dos últimos dias em Urumqi provocaram a morte de pelo menos cinco pessoas.

Quem o diz são as autoridades chinesas locais numa altura em que as tensões interétnicas voltam a ganhar força na capital de Xinjiang. Pelo segundo dia consecutivo voltaram a registar-se confrontos entre manifestantes e a polícia, mas também entre membros das etnias Han e Uigur. Apesar de as manifestações estarem interditas, prosseguem os protestos por parte da etnia minoritária que acusa os dirigentes chineses de não conseguir lidar com os ataques de uigures. Situada no extremo ocidental do continente chinês, a província de Xinjiang é uma região autónoma rica em petróleo e recursos minerais e habitada por 21 milhões de pessoas, na sua maioria uigures de cultura turcófona. Os últimos tumultos ocorreram depois de os membros da etnia chinesa Han se terem queixado de ataques com seringas. As autoridades atribuíram as acções a um grupo separatista muçulmano uigur. Pequim enviou para Urumqi um forte contingente militar que está na região desde que em Julho os confrontos entre as duas etnias resultaram na morte de 200 pessoas.