Última hora

Última hora

Afinal houve "questão comercial"

Em leitura:

Afinal houve "questão comercial"

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de ter desmentido a existência de um acordo comercial para a libertação do espião líbio condenado pelo atentado de Lockerbie, Jack Straw admite agora que a questão comercial desepenhou um papel importante.

Em entrevista ao “Daily Telegraph”, publicada este sábado, o ministro da justiça afirmou que a decisão de libertar al Megrahi melhorou as relações com o regime de Kadhafi e abriu caminho a assinatura de um contrato de fornecimento de petróleo. Al-Magrehi sofre de cancro em estado terminal. Há duas semanas, a justiça escocesa invocou razões humanitárias para libertar o único condenado pelo atentado bombista que matou 270 pessoas em Lockerbie na Escócia. Londres negou qualquer interferência na decisão. O “The Sunday Times” já tinha revelado cartas de 2007 nas quais Straw aceita incluir Megrahi num acordo de troca de prisioneiros. Uma decisão motivada pelas dificuldades nas negociações de um acordo para exploração de petróleo e gás natural entre a britânica BP e o governo Líbio – um negócio de quase 900 mil milhões de euros.