Última hora

Última hora

Israel autoriza colonatos

Em leitura:

Israel autoriza colonatos

Tamanho do texto Aa Aa

Israel vai autorizar nos próximos dias o alargamento dos colonatos na Cisjordânia.

Uma decisão do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu que contraria os apelos lançados pelos Estados Unidos e por vários países europeus. Segundo a imprensa israelita o executivo pretende autorizar a construção de uma centena de edifícios. Na sexta-feira, o chefe do executivo fez saber que pretende acelerar a colonização na Cisjordânia ocupada, depois de uma moratória de vários meses. O ministro dos Transportes israelita, Israel Katz, declarou que não vê razões “para interromper as construções em Telavive, Jerusalém, na Suméria e Judeia”. O ministro dos Transportes justificou a decisão de Netanyahu, afirmando que o Presidente norte-americano não conseguiu obter “gestos” da parte dos países árabes em troca das concessões israelitas sobre a colonização. O Presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, considerou que nas actuais circunstâncias é inútil encontrar-se com Netanyahu. O governo pretende continuar a construção de uma dezena de bairros israelitas situados no leste de Jerusalém, onde vivem 200 mil israelitas, e a conclusão de 2.500 casas já em construção actualmente na Cisjordânia, onde residem 300 mil israelitas.