Última hora

Última hora

Berlim, Londres e Paris querem conferência internacional sobre o Afeganistão até ao fim do ano

Em leitura:

Berlim, Londres e Paris querem conferência internacional sobre o Afeganistão até ao fim do ano

Tamanho do texto Aa Aa

Face à crescente impopularidade da intervenção militar no Afeganistão, Alemanha, Reino Unido e França querem pressionar os afegãos para assumirem rapidamente a responsabilidade pelo território. Os três países propuseram uma conferência internacional antes do fim do ano para enquadrar os progressos do próximo governo afegão.

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro britânico Gordon Brown e pela chanceler alemã, Angela Merkel, que explicou que “o objectivo é preparar o executivo afegão para assumir uma maior responsabilidade na fase de transição que se aproxima”. A iniciativa já recebeu o “acordo informal” dos Estados Unidos e da NATO. Depois de oito anos de operações mortíferas para apoiar um governo acusado de corrupção em Cabul, a intervenção internacional é cada vez mais criticada tanto em território afegão como no Ocidente. O crescente número de baixas entre as tropas estrangeiras também tem contribuído para a impopularidade do conflito, que conta com o Reino Unido, a Alemanha e a França como principais contribuintes, depois dos Estados Unidos.