Última hora

Última hora

Líderes reliogiosos reúnem-se em Auschwitz

Em leitura:

Líderes reliogiosos reúnem-se em Auschwitz

Tamanho do texto Aa Aa

A paz no mundo foi celebrada num lugar simbólico. No antigo campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, os líderes das principais religiões do mundo homenagearam, esta terça-feira, as vitimas do Holocausto.

Durante a iniciativa foi realizada uma marcha ao longo do caminho de ferro que servia para transportar os prisioneiros ao campo. O presidente do memorial Yad Vashem lançou um apelo à paz: “ Quando estamos aqui reunidos em favor da comunidade Santo Egidio que nos trouxe até aqui – ao maior cemitério da humanidade e na história da humanidade – um lugar que foi uma fábrica de morte. Podemos ver alí, o quadro de Josef Mengele, o médico ao serviço do regime nazi, que decidia o destino dos prisioneiros: direita ou esquerda, vivo ou morto.” Stanislaw Dziwisz, antigo amigo e secretário pessoal do Papa Joao Paulo II promoveu o encontro inter-religioso e internacional que começou domingo, em Cracovia, com cerca de mil participantes a apelarem ao diálogo e à paz mundial. A cerimónia marca os 70 anos do ínico da Segunda Guerra mundial e os vinte anos da queda do Muro de Berlim.