Última hora

Última hora

CE apoia interdição do comércio de atum vermelho

Em leitura:

CE apoia interdição do comércio de atum vermelho

Tamanho do texto Aa Aa

A moda do sushi e de outro tipo de especialidades gastronómicas japonesas um pouco por toda a Europa poderá sofrer um importante revés.

A Comissão Europeia propôs esta quarta-feira aos países da União de apoiarem uma interdição mundial do comércio de atum vermelho, o que levaria a uma suspensão da pesca e teria um impacto considerável na gastronomia japonesa, principal consumidor deste peixe. Bruxelas apoia uma proposta feita pelo principado do Mónaco que consiste em inscrever o atum vermelho, pescado sobretudo no Mediterrâneo, no Anexo I do CITES, a Convenção da ONU sobre o comércio internacional de espécies da fauna e da flora ameaçadas de extinção. A resposta dos Estados membros ao executivo europeu ditará a posição oficial de Bruxelas na próxima assembleia do CITES. Em 2007, 30 mil toneladas, ou seja 80% do atum vermelho pescado no Mediterrâneo, foram exportadas para o Japão.