Última hora

Em leitura:

Impasse no Afeganistão após as eleições


mundo

Impasse no Afeganistão após as eleições

O Afeganistão à espera da recontagem dos votos. A confirmação dos resultados oficiais das eleições poderá levar um mês.

A Comissão Eleitoral ordenou uma auditoria e recontagem parcial dos buletins por haver “evidências claras e convincentes de fraude” em várias circunscrições. A ordem surge depois de a ONU ter apelado para que sejam anulados os resultados em todas as áreas onde haja indícios de irregularidades. Com 91,6% dos votos escrutinados, o actual presidente, Hamid Karzai, segue à frente com 54,1%, muito distanciado do seu rival mais directo, Abdullah Abdullah, que aparece com 28%. Um dos responsáveis da Comissão eleitoral que registou as queixas de fraude confirma que não têm ainda ideia da extensão do problema, explica que as investigações estão em curso e só depois haverá uma decisão para agir”. Com 91,6% dos votos escrutinados, o actual presidente, Hamid Karzai, segue à frente com 54,1%, muito distaciado do seu rival mais directo, Abdullah Abdullah, que aparece com 28%. “Agora que a nova estratégia de Obama foi anunciada o Afeganistão será como uma nuvem por cima da sua cabeça”, afirma um comentador. A polémica sobre os resultados das eleições de 20 de Agosto surge numa altura em que os afegãos não escondem a revolta contra os militares estrangeiros devido aos danos colaterais de uma guerra que não poupa civis.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

CDU perde terreno nas eleições regionais